De Pá em riste!... Em todas as direcções...

.posts recentes

. Aqui estou, preguiçosa de...

. caso Casa Pia e afins...

. Portugal: Manta de Retalh...

. Lentidão

. ...

. A Padeira tirou umas féri...

. Saramago

. LISBOA

. ENCRUZILHADA

. JORNAL NACIONAL

.arquivos

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Sexta-feira, 20 de Maio de 2005

De Padeira de Aljubarrota a lagartixa amarfanhada

É sempre a mesma cantiga: «fica para a próxima!»O eterno conformismo que nos leva a perder tudo.Só agora consigo escrever sobre a desmoralizante derrota da taça UEFA que deixou sportinguistas e portugueses de rastos.
Foi feita uma caminhada brilhante, estávamos em casa, casa cheia, metemos o primeiro golo, caramba!Que mais queriam? Não se venham desculpar com cansaços e outras que tais; tinhamos tudo e «morremos na praia».Falta-nos sempre «o querer». Não sou portista, mas tenho a certeza que se fosse o Porto a chegar à final, teriamos vencido.
Mas o que me impressionou mais, foi ver um estádio inteiro abarrotar de portugueses e ouvir-se «a alma dos russos».
Quando metemos o nosso golo, em vez de esmorecerem, continuaram firmes a cantar e dar força aos seus.Nós, como de costume, batiamos palminhas de vez em quando, refastelados, e quando as coisas começaram a dar para o torto, entrámos definitivamente em depressão e abandonámos a equipa ao necrotério.Será que não percebem que a união faz a força, e que nos maus momentos mais precisamos dela?
Aproveito para deixar aqui, mais um apontamento. Um rapaz, logo à entrada, antes do jogo, comentava:»Vamos lá a ver se ganhamos!». Pois é, o mal é nunca dizermos à partida,vamos ganhar!
Acho que sim, continuem assim que vamos longe.Não se mudem não as mentalidades.Fica para a próxima!... Sempre para a próxima!... No dia de São Nunca à tarde.
publicado por padeiradealjubarrota às 04:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.subscrever feeds