De Pá em riste!... Em todas as direcções...

.posts recentes

. Aqui estou, preguiçosa de...

. caso Casa Pia e afins...

. Portugal: Manta de Retalh...

. Lentidão

. ...

. A Padeira tirou umas féri...

. Saramago

. LISBOA

. ENCRUZILHADA

. JORNAL NACIONAL

.arquivos

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Quarta-feira, 5 de Abril de 2006

O país das maravilhas!

A conceituada PJ está à mingua sem cheta, sem gasosa para pôr nos depósitos...e sem bate-chapas! E ainda é forçada a entrar em «guerra de capelinhas» e a ficar às ordens de não sei quem...e de quem convém! Cheira a esturro, e acho que sei o porquê. Mas, cala-te boca!, que isto de democracia é mentira e censura sem rosto é dinamite, nunca sabe onde se pisa!
Não bastasse esta pobreza franciscana, chegam os ambientalistas e pôem o país a matutar... e a discernir sobre uma pertinente questão.
Construir uma estrada lá para os lados do Vimioso? Não! Ia espantar os ratos, do campo, ibéricos(!), os cabreras, em vias de extinção.
Sim, que os ratos também são lusos!, e seria uma falta de ética, uma desonrra... irem «parir» alegramente a Espanha!!
Recordando as últimas polémicas na maternidade de Elvas, é caso para cantarolar: Ó Elvas!...Ó Elvas!...Badajoz à vista
publicado por padeiradealjubarrota às 15:56
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De commonsense a 10 de Abril de 2006 às 23:36
Agora ficou mais clara a 'crise' da Polícia Judiciária. Foi nomeado um director nacional de confiança e mais 190 boys. Agora, sim, vai ser investigado só o que o ministro quiser e nada do que não quiser. No próximo caso de pedofilia não vai haver socialistas. Nada disto ajuda, ou mesmo permite, que se tenha respeito pelas instituições. Quanto às maternidades, foi o fruto de uma escolha política de fundo a favor da colecção berardo. Não é possível subsidiar tudo, e a escolha foi aquela. Será que vamos ter ainda mais três anos disto?
De segundavida a 10 de Abril de 2006 às 21:31
Lá está outra vez o velho ditado, "em casa que não há pão todos ralham e ninguém tem razão". Boa Páscoa!
De frf a 8 de Abril de 2006 às 13:03
já agora que estamos numa de fechar maternidades porque razão não põem máquinas de perservativos á borla junto das habitações , seria giro , um gajo querer dar uma rapidinha e ter á mão de semear um controlex , evitava-se a correria para uma maternidade , óh porra esqueci-me do paraquedista .
De js a 7 de Abril de 2006 às 10:11
...isto de não se poder fazer nada para proteger ratos... é mesmo tipico de um pais com uma merda de mentalidade!!!
De rules a 6 de Abril de 2006 às 14:43
É realmente uma maravilha este pais... cada vez mais surreal.
De NILSON a 6 de Abril de 2006 às 12:53
Eu ainda sinto a liberdade de dizer o que penso. Relativamente à PJ, não tenho dados suficientes pata emitir opinião. De qualquer modo, registei o facto do demitido se ter referido (antes de o ser) ao governo em termos pouco agradáveis. Ora, em qualquer democracia do mundo, é sabido que essas atitudes conduzem inevitavelmente à exoneração. Se essa pessoa estava descontente, por exemplo, com os meios disponibilizados, deveria manifestar-se sem os projectores da comunicação social. Se o fez e não obteve resultados, só tinha 2 caminhos: calava-se e mantinha-se no posto ou falava, dizia o que lhe ia na alma, e pedia a demissão. Beijos livres...
De commoncore a 5 de Abril de 2006 às 21:29
Freeport
De frf a 5 de Abril de 2006 às 21:09
é verdade sim senhor estamos a ficar amordaçados com tantas proibições qualquer dia e a qualquer hora mudam de novo as moscas e a música é sempre a mesma , afinal o 25 de abril não existiu , quanto aos ratos e a estrada , essa é para rir não , que subsidios andam ai no ar para tanto barulho , se fecham padarias cafés etc e tal por terem ratos agora não se fazem estradas porque um senhor rato tem que ter uma estrada para ele , é de rir ás gargalhadas , essa é como aquela do FOZCOA que deixou-se de fazer uma barragem porque tinha-se uns calhaus a resguadar e água a faltar , subsidios subsidios no amanhã vai-se viver de subsidios , onde estão?.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.subscrever feeds