De Pá em riste!... Em todas as direcções...

.posts recentes

. Aqui estou, preguiçosa de...

. caso Casa Pia e afins...

. Portugal: Manta de Retalh...

. Lentidão

. ...

. A Padeira tirou umas féri...

. Saramago

. LISBOA

. ENCRUZILHADA

. JORNAL NACIONAL

.arquivos

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

VERGONHA

 

Queda da Ponte de Entre-os-Rios:

 

Mais uma vez, escandalosamente, ninguém é responsável. Já estamos habituados.

Continuam por aí uma data de pontes em estado crítico. A aguardar que desabem...

Nunca ninguém «sabe de nada». Nunca ninguém é culpado. (Restam-nos os eternos... «bodes expiatórios»).

«Sabem bem», - aqueles que perderam filhos, irmãos, mães, sobrinhos, cunhados, e nem os puderam sepultar. E beijar.

 

  JAZEM NO DOURO SONHOS DE AMENDOEIRAS EM FLOR BRANCAS COMO A NEVE

 JAZEM NO DOURO SILÊNCIOS PRECES E CLAMORES

JAZEM NO DOURO LÁGRIMAS LUTOS E PRANTOS

publicado por padeiradealjubarrota às 20:08
link do post | comentar | favorito
23 comentários:
De ninguem a 21 de Outubro de 2006 às 12:40
Terás razão. Vergonha sim. Mas ontem fez-se justiça. Não eram aqueles os verdadeiros culpados. Pq não foi o ministro de então sentar-se no banco dos réus? Bastou uma demissão e a culpa não morreu solteira? os familiares das vítimas receberam verbas para "compensarem" a perda de entes queridos. Quanto vale cada quilo de um ente querido morto? Já te deste conta de que o que eles pretendem não é justiça mas mais dinheiro? Lembras-te das imagens da época com gente maioritariamente pobre e com aspecto de pobre e gente simples? E o que vês agora? - Gente bem vestida e polida, com o dinheiro recebido. A haver castigo, que seja para os verdadeiramente culpados. Eu acompanhei de muito perto toda a tagédia pq sou jornalista. E hoje a anos de distância verifico que os familiares querem sangue e dinheiro. Ontem fez-se justiça sim.
Abraço
De commonsense a 22 de Outubro de 2006 às 12:17
Tens toda a razão. Desculpa o remoque aos jornalistas, mas, verdade, verdadinha, nenhum (que eu saiba) suscitou a questão. Eu, que sou jurista, sei que a melhor maneira de ecapar à responsabilidade criminal consiste em acusar um inocente e fazer muito barulho. A população fixa nele a atenção, mas o tribunal não o pode condenar. Entretanto, o culpado já escapou. Há vezes em que o tribunal, cede à pressão popular e da opinião pública e condena mesmo o inocente. Someting is surely very rotten in the kingdom of Ministério Público.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.subscrever feeds